24 de Julho de2024


Área Restrita

CAPA Quinta-feira, 01 de Fevereiro de 2018, 09:37 - A | A

Quinta-feira, 01 de Fevereiro de 2018, 09h:37 - A | A

DEFESO

Terminou o período da Piracema nos rios de MT

Todos os pescadores profissionais devem portar a carteira de pescador e podem pescar até 125 kg por semana.

G1

Terminou nessa quarta-feira (31) o período da Piracema nos rios que compõem as três bacias hidrográficas de Mato Grosso (Paraguai, Amazônica e Araguaia-Tocantins). No entanto, ainda permanece proibido o uso de redes, equipamentos sonoros e produtos tóxicos, de acordo com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema).

De acordo com o diretor regional da Sema, Sandro Depiné, permanece proibida a utilização de redes e produtos tóxicos que possa interferir no período de reprodução dos peixes.

"Ainda está proibido o uso de redes, tarrafas e nem equipamentos sonoros podem ser utilizados", disse.

Os pescadores amadores tem uma cota de 5 kg, respeitando o tamanho minímo do peixe. Todos os pescadores profissionais devem portar a carteira de pescador e podem pescar até 125 kg por semana.

Além disso, quem desrespeitar a legislação, poderá ter o pescado e os equipamentos apreendidos, além de levar multa que varia de R$ 1 mil a R$ 100 mil, com acréscimo de R$ 20 por kg de peixe apreendido.

Até 2015, o período de defeso ocorria entre os meses de novembro e fevereiro, mas estudos realizados por instituições de pesquisa que fazem parte do Conselho Estadual de Pesca indicaram a necessidade de alteração das datas por causa da mudança no comportamento reprodutivo dos peixes monitorados.

Segundo esse estudo, 75% dos peixes que vivem nos rios do estado iniciam a fase de ovulação em outubro e 40% terminam esse período em janeiro.

 

 

VÍDEO

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]