24 de Julho de2024


Área Restrita

CAPA Quinta-feira, 01 de Fevereiro de 2018, 07:00 - A | A

Quinta-feira, 01 de Fevereiro de 2018, 07h:00 - A | A

MELHORIAS

Visando melhorar o atendimento, RGs passam a ser emitidos por meio de agendamento em Primavera

As pessoas devem vir à Politec a partir das 16h e têm até 17h para realizar os agendamentos.

Ítalo Berto

Desde a última segunda-feira (29) a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) teve o sistema de atendimento alterado. Agora as pessoas que buscam fazer a carteira de identidade, também conhecido como RG, deve agendar horários. A medida visa reduzir o número de pessoas que esperavam horas para receber atendimento.

Conforme expôs o papiloscopista responsável pelo posto de identificação, Adi Leal, era comum ver pessoas na fila desde as 6h na frente da Politec. O horário de atendimento ao público começa ao meio dia. Além disso, o espaço físico da unidade não comporta tantas pessoas aguardando por atendimento.

“Por isso decidimos fazer essa alteração, na tentativa de organizar. As pessoas devem vir à Politec a partir das 16h e têm até 17h para realizar os agendamentos. Das 12h até as 16h atendemos os requerentes já agendados”, explica Leal.

Isso significa que não há mais a distribuição das 40 a 50 senhas para atendimentos diários no local. “Estava causando muito tumultuo. Além de esperar muito tempo na fila, não conseguíamos atender todos no mesmo dia”, revela Adi. Nos três primeiros dias de agendamento, conforme o papiloscopista, já foi possível perceber a melhora nos serviços. “A cada 10 minutos marcamos um atendimento. As pessoas chegam, são atendidas imediatamente e vão embora”, relata Adi, deixando claro que a medida não aumenta o número de atendimentos, apenas organiza.

Para que a quantidade de pessoas atendidas diariamente seja ampliada, assim como já foi mencionado em diversas reportagens publicadas no O Diário, é necessário mais servidores. Hoje, para atender toda a demanda, são somente dois funcionários. “Se tivesse pelo menos cinco servidores, conseguiríamos fazer cerca de 200 identificações por dia”, prevê Adi.

A administração da Politec, ao O Diário, informou que com relação a contratação de novos servidores para o município “o concurso público para provimento de papiloscopista está em andamento. O concurso é para formação de cadastro reserva, e a nomeação ocorrerá conforme a necessidade da unidade e a disponibilidade orçamentária do governo”.

 

RECLAMAÇÕES

Pelo menos os prontuários que reúnem os dados e as impressões digitais do requerente não estão em falta. Em novembro do ano passado O Diário publicou reportagem que demonstrava a falta de atendimento na Politec local porque o governo deixou faltar os prontuários. Conforme Adi, hoje o município está munido com uma quantidade acima do comum e tem condições de atender devidamente a população.

A Politec também foi assunto no jornal, na semana passada, quando um leitor entrou em contato com nossa equipe para relatar a demora no atendimento para emissão da carteira de identidade.

“Todos os dias as filas são enormes. Acho que o atendimento deveria ser melhorado, pois as pessoas não merecem passar horas na espera, sem água e sem banheiros”, disse o leitor.

Adi Leal complementa que mães, às vezes com mais de uma criança, não tinham ao menos lugar para aguardar o atendimento sentada, por conta da falta de espaço físico. Outro problema é a falta de prioridade para mães com criança de colo e idosos. “Não tínhamos condições de priorizar ninguém nas condições que estávamos”, desabafa Leal.

Com a iniciativa de estabelecer agendamento, o papiloscopista percebe que esses impasses nos atendimentos estão deixando de existir, para o progresso do acolhimento dos requerentes na unidade. Outro ponto positivo é que agora pessoas que por lei têm atendimento preferencial, estão podendo usufruir do direito.

Mas um fator que ainda não deixou de incomodar a população e que também ainda não foi resolvido pelo órgão é a demora para o recebimento dos documentos após a emissão. Nossa equipe esteve na Politec nesta quarta-feira (31) e constatou que os RGs que chegaram na unidade neste dia, foram emitidos entre os dias 2 e 20 de outubro, ou seja, um prazo médio de quatro meses para que os prontuários vão para Cuiabá e volte como forma de cédulas de identidade para os cidadãos. 

 

 

VÍDEO

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]