14 de Junho de2024


Área Restrita

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES Quarta-feira, 20 de Março de 2024, 10:19 - A | A

Quarta-feira, 20 de Março de 2024, 10h:19 - A | A

ESPORTE

As irmãs Ana Sátila e Omira Estácia, sobem juntas ao pódio do Pan-Americano

Sátila ainda conquistou outras duas medalhas em outras categorias

Jaqueline Hatamoto

O último final de semana foi de grandes conquistas para as irmãs Ana Sátila e Omira Estácia, as atletas da canoagem conquistaram, ao todo, quatro medalhas no Pan-Americano de canoagem. Elas chegaram a disputar a final e subir no pódio juntas. A competição ocorreu no Parque Radical de Deodoro, no Rio de Janeiro.

As duas irmãs competiram na modalidade Caique Cross, Ana terminou em primeiro, e logo atrás Omira, que conquistou a medalha de prata.

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

Antes da grande final que uniu as irmãs, Sátila já havia subido ao pódio outras duas vezes, ela conquistou o ouro na canoa (C1) e o bronze no caiaque (K1).

ana 2.png

Ana Sátila

Na modalidade Caiaque Cross, na primeira descida, pela semifinal, Ana Sátila foi incrível no C1WSR e garantiu a vaga para a final. Após a primeira descida, ela fez questão de agradecer a torcida.

“Com certeza é um prazer enorme estar competindo em casa com uma torcida tão grande, com as pessoas mais especiais da minha vida, então foi um momento muito incrível”, disse Ana.

Em busca da medalha de ouro, na mesma modalidade, as irmãs “caíram” na água. Ana saiu na frente no início e dominou a bateria, sem dar chances às adversárias. Omira garantiu o segundo lugar. Ana, já tem vagas garantidas em três provas de Paris 2024: C1, K1 e Cross.

omira .png

Omira Estácia

Ao comemorar a vitória, Ana Sátila, se lembrou do trajeto que percorreu até chegar ao nível de uma atleta de elite. E citou, bastante emocionada, a ajuda e apoio que sempre recebeu do pai.

“Estamos passando por um período muito difícil, porque nosso pai foi diagnosticado com câncer. Ele foi a pessoa que nos apoiou desde o início, fez tudo por nós. Hoje, se estamos onde estamos, é por conta de tudo que ele fez. Vendeu a moto, único meio de transporte que tinha, para competirmos. Todos os resultados do Brasil vêm do esforço que ele colocou. Pai, te amo muito, e saiba que tudo isso é por você – disse Ana Sátila, em entrevista ao Esporte Espetacular.

Já Omira, falou sobre como é competir contra a irmã. “É algo que eu já me acostumei. E desta vez eu até que tentei passar ela, mas não deu, ela é muito boa”, sorriu a irmã, que ainda completou ser fã de Sátila.

Escolhido para fechar o Pan, o caiaque cross – ou canoagem slalom extremo – é novidade do programa olímpico de Paris 2024. A prova consiste em uma corrida entre atletas, que precisam superar obstáculos ao longo do percurso e alcançar a linha de chegada em primeiro lugar.

 

PÓDIO VERDE E AMARELO

Além das irmãs de Primavera do Leste, Beatriz Motta, também subiu ao pódio na categoria Caiaque Cross, o que permitiu que o pódio fosse 100% verde e amarelo.

Pepê Gonçalves venceu a prova do K1, e Kauã da Silva levou a melhor no C1. Atletas brasileiros também ganharam medalhas em baterias de juniores.

Ao todo na competição o Brasil conquistou 7 medalhas de ouro, além de uma cota olímpica para Paris 2024.

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]